Nova edição digital! Agora À VENDA EM EBOOK!

alquimia-smÉ um livro sobre como lidar com o sofrimento que tem ajudado algumas pessoas em momentos de crise. Por vezes precisamos de algumas palavras que façam sentido, de uma luz no fundo do túnel. Eis um excerto da introdução:

Desde o seu primeiro ensinamento, Buda tentou fazer-nos ver a realidade. A natureza do mundo é sofrimento, por isso é inútil esperar que a felicidade possa dele provir. Não são os objectos − todos obtidos à custa de sofrimento − que nos podem dar felicidade. Não são os fenómenos − todos efémeros e passageiros − que nos podem dar serenidade. Se queremos a felicidade, temos de apostar no próprio espírito que é onde nasce todo o sofrimento e toda a felicidade. Foi essa a via que Buda ensinou. A perspectiva da nossa sociedade sobre o sofrimento situa-se nos antípodas desta. Ao apostar sobretudo nos bens materiais como fontes de bem-estar e objectivos de vida, ela aponta para uma definição muito pobre de felicidade, limitando-a ao usufruto de condições de vida agradáveis. Como o sofrimento é um obstáculo directo a esse usufruto, gera-se a noção de que, perante o sofrimento, a vida deixa de ter sentido e não vale a pena ser vivida. 

Para o Budismo, a necessidade da via espiritual surge da compreensão que Dilgo Khyentse Rinpoche exprime nestas palavras, magníficas pela clareza e veracidade: “Todos os seres que, aos milhões, povoam a imensidão do universo e mesmo o mais minúsculo insecto querem ser felizes e não sofrer. Todavia, apesar da sua luta incessante para o conseguirem, nenhum deles compreende que a felicidade resulta dos actos positivos e o sofrimento dos actos negativos. É assim que, virando as costas à felicidade, se precipitam cegamente na dor.”

A alquimia da Dor, conselhos budistas para transformar o sofrimento esteve esgotado durante bastante tempo. Está agora disponível numa nova edição, apenas em formato digital!

 

bubok

COMPRAR